Páginas

terça-feira, 5 de julho de 2016

BOI MANHOSO FARÁ SUA ESTRÉIA NESTA SEXTA-FEIRA NO ARRAIÁ DO BOM

BOI MANHOSO (DE ORQUESTRA)

·       Resgatar nos jovens o gosto pela cultura local
Figura Ilustrativa do Boi Manhoso
·       Apresentar aos Bom principienses um novo olhar sobre as festividades culturais
·       Incentivar a juventude de Bom Princípio do Piauí a participar das tradições folclóricas
·       Criar uma dança que represente o Município
·       Valorizar todas as danças, ritmos manifestações locais.

Bom Princípio do Piauí foi uma região primitivamente habita por descendentes dos índios tremembés, da tribo Tupi que fixaram, a partir do ano de 1300 a 1700, no lugar Guarita, hoje dentro dos limites da cidade.
História que se conta é que Francisco Teotônio de Azevedo, vindo de Viçosa do Ceará no ano de 1884 fixou residência na localidade que ele denominou de Barrocas, sendo sua fazenda batizada com o mesmo nome, o boi mais bonito da fazenda Barrocas se chamava Manhoso e por essa razão após sua morte os vaqueiros denominaram o principal olho d’água que fica situado no povoado Brejo. 
O tanque do Riacho da Guarita atraía os vaqueiros pela riqueza em águas para fazer a espera de seus animais que lá iam beber e no leito desse riacho se encontram diversas inscrições rupestres que foram inscritas há milhares de anos e de origem ao lugar, torre de vigia, local vigiado pelos deuses, por se tratar de um templo sagrado dos fenícios, onde eles adoravam o Deus Sol.
Na comunidade Barrocas, na fazenda que leva o mesmo nome foi batizado pelo seu antigo proprietário “In Memoriam” de “Boi Manhoso” o primeiro e o mais querido boi da fazenda. Percebe então que está história poucos moradores os conhece, mas que através da criação do Boi Manhoso ela pode ser contada através dos versos das entoadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário